Home Histórias de Viagem Histórias de Viagem – Japão (Parte 2)

Histórias de Viagem – Japão (Parte 2)

por Tuga Viajante
0 Comentar 32 visualizações
Histórias de Viagem – Japão (Parte 2)

Akita

Depois dos voos, chega a fase de pesquisar e investigar. Preciso decidir onde vou e como vou. Tenho cerca de 12 dias lá e posso ir a várias cidades. Encontrei um vídeo sobre Akita e apaixonei-me, Akita fica no Norte do Japão e tem Onsens ao naturais lindíssimos. Onsens são banhos termais públicos, fazem parte da cultura Japonesa e têm imensos benefícios para a saúde. Para além disso são um momento de socialização. Quando tiver oportunidade falo mais sobre eles com vocês.

Vi e revi o vídeo imensas vezes e confesso que em dias mais difíceis, via o vídeo e não conseguia segurar uma lágrima. As pessoas parecem ser do mais puro que há, têm uma vida simples mas numa comunidade muito unida e feliz com o que têm.

 

 

Mas infelizmente não será desta que vou lá…

Hiroshima fica no Sul, e subindo tenho Kyoto, Osaka, Nara, Tokyo, Fukushima e outras cidades que gostaria de visitar. Não faz sentido correr tudo cheio de pressa para conseguir chegar a Akita e ficar lá um dia. Eu não gosto de viajar assim, eu quero conhecer a comunidade. interagir com as pessoas, sentir um bocadinho como é viver lá. Uma das maiores alegrias que tenho é quando vou a algum sitio, café, restaurante, bar pela segunda ou terceira vez e as pessoas reconhecem-me e recebem-me como se fosse um amigo de há anos! Quase em todas as cidades que estive, isso aconteceu. Porque os locais não estão habituados a rever os mesmos turistas, e quando isso acontece, uau, aqueles sorrisos enchem o coração.

 

Transportes

Tenho duas alternativas para ir de cidade em cidade, nos sites e blogues eles divulgam imenso o JR PASS, é um passe de comboio ilimitado e inclui o comboio bala de alta velocidade (Shinkansen) e vários metros. O preço de 7 dias é 221€, não chega para mim porque vou estar lá mais dias. A opção seguinte é 14 dias por 354€, isto é demasiado caro! É mais caro do que os bilhetes de avião! Ok, se calhar esta opção compensa para quem quer passar um dia em cada cidade. E eu conheci bastantes pessoas que estavam a viajar assim e com o JR PASS, mas será que estão a viajar assim porque querem ou para tirar o melhor partido do JR PASS?

Como alternativa, li algures que existem autocarros expresso que fazem a ligação entre as cidades. Alguns são nocturnos e os viajantes aproveitam para poupar em estadia uma vez que dormem no autocarro. O Autocarro nocturno não é para mim definitivamente, não porque não durma facilmente, mas porque quero aproveitar a viagem para ver a paisagem e por onde passo. Os autocarros são da Willer Express, pelo que estou a ver funciona como os bilhetes de avião, o preço varia consoante a procura e compra-se com antecedência online.

Bom pelo tempo que tenho, e pelo que pesquisei um dia ou dois em Hiroshima é suficiente, Kyoto tem imensos templos e outras coisas para ver, por isso posso esticar o tempo lá. Para além disso, lá é que tem a cultura mais tradicional que eu quero mesmo viver. Osaka, pelo que li, é uma cidade cheia de animação e vida nocturna, para além de ser conhecida por excelente gastronomia. Se calhar também fico lá uns dias a comer ?. Pelo caminho também quero passar por Nara visitar o parque dos veados. Já não chega para ir a Tokyo, se calhar até não fica mal assim, numa próxima viagem posso ir direto para o aeroporto de Tokyo e quem sabe ir até Akita, e ficar lá uns dias. Um dia concretizo esse sonho…

 

 

Então preciso de autocarro de Hiroshima para Kyoto, e depois de Osaka de volta para Hiroshima. Entre Kyoto e Osaka uso o comboio porque quero passar por Nara e o Willer Express não passa por lá. Tendo em conta os dias que quero estar em cada cidade, os autocarros ficam no total por 90€. Em comparação com o JR PASS, quase que me sobra para outra viagem! Claro que eventualmente vou ter que pagar o Metro se precisar e o comboio entre Kyoto – Nara – Osaka, mas ainda assim não se compara. A viagem de autocarro demora cerca de 6 horas, o comboio de alta velocidade demora menos de metade do tempo, mas a meu ver não compensa para o tipo de viagem que quero fazer. Se fosse apenas 7 dias e fosse até Kyoto se calhar já compensava. Por isso façam as vossas continhas antes de decidirem.

 

Outra coisa que preciso de saber é em relação às comunicações, será que o meu telemóvel funciona por lá? Será muito caro? E os dados para usar o GPS?

 

Na parte 3 conto-vos tudo sobre isso.

 

[siteorigin_widget class=”thinkup_builder_divider”][/siteorigin_widget]
[siteorigin_widget class=”thinkup_builder_headingtheme”][/siteorigin_widget]
[siteorigin_widget class=”thinkup_builder_buttontheme”][/siteorigin_widget]
[siteorigin_widget class=”thinkup_builder_buttontheme”][/siteorigin_widget]
[siteorigin_widget class=”thinkup_builder_buttontheme”][/siteorigin_widget]
[siteorigin_widget class=”thinkup_builder_divider”][/siteorigin_widget]
[siteorigin_widget class=”thinkup_builder_headingtheme”][/siteorigin_widget]
[siteorigin_widget class=”thinkup_builder_buttontheme”][/siteorigin_widget]
[siteorigin_widget class=”thinkup_builder_buttontheme”][/siteorigin_widget]
[siteorigin_widget class=”thinkup_builder_carouselblogtheme”][/siteorigin_widget]

Também podes gostar

Deixar comentário

* Ao usar este formulário, você concorda com o armazenamento e o manuseio de seus dados por este site.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja bem com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceitar Ler mais

UA-114983103-1