Home Portugal Alto Minho, rio Lima…

Alto Minho, rio Lima…

por Susana Moreira
26 Comentários 347 visualizações

Bem perto do Parque Nacional Peneda-Gerês, existe uma aldeia chamada Vilarinho de Souto. Uma aldeia perdida que não quer ser encontrada. Para quem gosta de natureza no seu estado puro e para quem precisa de uns dias de descanso total… perfeito!
Nesta aldeia, encontra-se um pequeno alojamento rural chamado Casa das Olas, com umas casinhas recuperadas do tempo e que respeitam o enquadramento com a natureza. Casas de pedra, rústicas, mas com um toque de conforto no interior. E a paisagem… a paisagem é o melhor!

Longe de tudo e de todos, os passeios pela zona são obrigatórios. Com caminhos pedestres, por entre a floresta, ouve-se o som do rio ao fundo e os pássaros a cantar. Descendo o desnível do monte, chegamos à albufeira da Barragem de Touvedo, com mesas disponíveis para um lanche ou piquenique, e uma vista magnífica. Aí mesmo começa a ecovia do Rio Lima, com um percurso de 4,593 km, que podemos fazer de bicicleta ou a caminhar, mantendo-nos sempre na margem do rio que corre ao nosso lado. Termina na aldeia do Ermelo, digna de uma visita.

Alargando os horizontes e apenas a 10 km do nosso alojamento, podemos visitar a vila do Soajo, famosa pelos seus 24 espigueiros comunitários, todos em granito. Desde 1983 que este conjunto de espigueiros está classificado como Imóvel de Interesse Público pelo IGESPAR (Instituto de Gestão do Património Arquitetónico e Arqueológico).

Espalhadas pela Serra do Soajo, temos várias lagoas a visitar. E no verão que bem que sabe mergulhar para refrescar o corpo! Umas mais conhecidas que outras, estão sinalizadas enquanto se percorre a estrada principal por entre a serra.
Para quem aprecia este género de refúgios, é um lugar a considerar. Podemos simplesmente ficar a relaxar, serenos, a apreciar a paisagem do nosso Minho, como também temos a possibilidade de desafiar as nossas pernas e os nossos instintos e percorrer trilhos e caminhos por entre o que de melhor temos em Portugal.
Vale a pena? Se vale…

Nota:

Este artigo foi escrito por um leitor participante no Passatempo Estamos Juntos, fica atento e participa tu também nos próximos passatempos!
Comenta e partilha para ajudar a Susana a ganhar o primeiro lugar.

26 Comentários
30

Também podes gostar

26 Comentários

Joel Pereira 5 Maio, 2020 - 14:15

Bela descrição da região. apesar de conhecer a zona, estes pequenos pormenores fazem diferença.

Responder
Ana Segurado 4 Maio, 2020 - 12:25

Adorei este texto! Um convite aos nossos sentidos e com bastante informação, tudo o que pretendemos saber quando lemos um artigo sobre viagens. Obrigada Susana 🙂

Responder
M Correia 3 Maio, 2020 - 14:45

Durante este tempo de quarentena foi bom “viajar” um bocadinho sem sair do lugar. Assim que puder vou experimentar ❤️

Responder
Carlos aMota 2 Maio, 2020 - 22:18

Recuei uns 10 anos no tempo, até à época que regulamente ia para as casas dos guardas florestais, na zona do Soajo. Sem dúvida um lugar a revisitar em breve 😀

Responder
Manuela Oliveira 2 Maio, 2020 - 21:33

Gostei do texto; e a forma como esta descrito pois é um incentivo para conhecer esse lugar maravilhoso tendo a Susana como guia.
Obrigada

Responder
Adriana Silva 3 Maio, 2020 - 8:04

Gostei muito da tua descrição dessa zona tão linda. Beijinhos e obrigada por me teres frite ir até lá um bocadinho. 😘

Responder
Joana 2 Maio, 2020 - 20:26

Moro no Minho e ainda não conheço esta aldeia! Fiquei com vontade de visitar e fazer este percurso.

Responder
Anónimo 2 Maio, 2020 - 22:01

Paisagens realmente deslumbrantes, dignas de uma visita obrigatória. Pelas maravilhosas caminhadas que proporcionam, pela tranquilidade que transmitem. Só podia ser no MINHO

Responder
Anabela Cruz 2 Maio, 2020 - 19:00

Já visitei o Soajo e acho a zona muito bonita. No entanto, a Casa das Olas ficará no meu próximo roteiro! Deliciei-me com a descrição!

Responder
Manuela Oliveira 2 Maio, 2020 - 21:29

Gostei do texto; e a forma como esta descrito pois é um incentivo para conhecer esse lugar maravilhoso tendo a Susana como guia.
Obrigada

Responder
Bruno Azevedo 2 Maio, 2020 - 18:11

Vontade enorme de ir conhecer estas paisagens,perder me em seus recantos e sentir-me livre ao descobrir os seus encantos..

Responder
Rui 2 Maio, 2020 - 17:52

Aqui está uma óptima sugestão para as férias deste ano.

Responder
Vera Silva 2 Maio, 2020 - 17:44

Parabéns pelo excelente trabalho, pelo excelente texto, pela descrição maravilhosa. Quase nos sentimos lá e ficamos com imensa vontade de conhecer.

Responder
Anónimo 2 Maio, 2020 - 17:42

Uma descrição tão maravilhosa, que nesta altura das nossas vidas é fantástico porque nos sentimos lá.

Responder
Anónimo 2 Maio, 2020 - 17:19

Adorei…por momentos consegui imaginar-me lá… num belo passeio.

Responder
marta 2 Maio, 2020 - 16:37

Adorei, belo roteiro! 🙂

Responder
Manuela Araújo 2 Maio, 2020 - 16:14

Muito bom texto, parabéns Susana. deixaste-me com vontade de voltar ao Gerês e à Ecovia do Lima, e de conhecer Vilarinho do Souto

Responder
Anónimo 2 Maio, 2020 - 16:13

Muito bom texto, parabéns Susana. deixaste-me com vontade de voltar ao Gerês e à ecovia do Lima, e de conhecer Vilarinho do Souto

Responder
Francisca Pinto 2 Maio, 2020 - 16:07

Incrível!! Com essa descrição fica difícil não ter vontade de ver e sentir o que transmitiste…
Assim que for possível, estará entre os meus destinos… Sem dúvida! 🌱🧡

Responder
Carlos Sá 2 Maio, 2020 - 16:07

Paisagens maravilhosas.

Responder
Sofia Carvalho 3 Maio, 2020 - 21:49

O Minho e os seus tesouros preciosos!
Mais um pouco e estava eu a fazer esse roteiro em modo virtual.
Sempre disse que no dia que me for.possível, antes de viajar para fora do país, conhecer o meu próprio país é prioridade. E o Minho terá de ser o primeiro cofre a abrir!
Bela descrição, Susana! Despertou, definitivamente, a vontade de visitar! Depois de um período de confinamento, ar livre e ar puro precisa-se! 🙂 Parabéns!

Responder
Rui Miranda 2 Maio, 2020 - 15:56

Gosto tanto do alto minho! Mais um recanto para explorar! 😊

Responder
Joana Gomes 2 Maio, 2020 - 15:35

Fizeste-me ficar com vontade de ir!! ❤️
Cabemos todos lá? 🤩

Responder
Jaime Andre 2 Maio, 2020 - 21:18

Aqui está uma forma direta e subtil de dizer:
VÁ PARA FORA CÁ DENTRO!

Já agora…. #Vamos ficar bem

Responder
Ana Bonjardim 2 Maio, 2020 - 15:27

Texto cativante que nos deixa com vontade de visitar este cantinho do Minho.

Responder
Rita 2 Maio, 2020 - 15:25

Texto tão bonito como a pessoa que o escreveu!

Responder

Deixar comentário

* Ao usar este formulário, você concorda com o armazenamento e o manuseio de seus dados por este site.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja bem com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceitar Ler mais

UA-114983103-1